Termelétricas e geração de empregos

sábado, 25 de março de 2017

"Sábio é aquele que não se aflige com o que lhe falta e se satisfaz com o que possui."  -  Demócrito (460 AEC - 370 AEC)

A geração de empregos na implantação de termelétricas a gás natural tem duas fases. O processo é bastante parecido na construção de termelétricas a gás, carvão e óleo. Estes últimos dois combustíveis, no entanto, estão caindo em desuso, porque têm grande impacto ambiental e pela disponibilidade de gás procedente do pré-sal.

Na primeira fase, a da construção, são gerados em média de 800 a 1.500 empregos diretos, dependendo da capacidade de geração do empreendimento. O período de construção pode se estender por um e meio a dois anos e meio. Estes números são bastante parecidos no mundo todo, seja nos Estados Unidos, Europa, Ásia e Brasil.

A construção é geralmente executada por empresas especializadas em diversas áreas (engenharia, construção, montagens, fornecedores de equipamento, etc.), coordenadas por uma empresa gerente do projeto. Esta pode ser uma empresa só ou um grupo de empresas associadas. Outras vezes a construção e o gerenciamento é feito por uma só empresa.

A mão de obra utilizada por estas empresas é, em grande parte, especializada e formada por profissionais empregados nestas empresas. Pode ocorrer também que a empresa-gerente do projeto ofereça treinamento profissional para trabalhadores da região onde será implantado o projeto. O número destes trabalhadores contratados localmente, no entanto, é reduzido. Esta prática é bastante comum em projetos nos Estados Unidos e em alguns projetos no Brasil.

Para cargos que necessitam de mais conhecimento, neste caso os engenheiros de operação da usina e outros, é oferecido treinamento específico - às vezes na sede do fabricante do equipamento. Para um projeto de termelétrica implantado no Sul do país, por exemplo, os engenheiros da empresa-gerente do projeto receberam treinamento na matriz do fabricante da usina, na China.

Terminada a obra, os 800 a 1.500 trabalhadores são deslocados para outro lugar, onde seu empregador tem um outro projeto em andamento. Alguns destes trabalhadores acabam permanecendo na cidade, onde o projeto foi implantado. Muitas vezes, sem local para morar, acabam se estabelecendo em áreas públicas.

Em sua fase de operação, uma usina termelétrica não demanda grande quantidade de funcionários. Como exemplo podemos considerar o caso de uma usina de 360 MW nos Estados Unidos, que opera com 27 pessoas. Uma outra usina, com capacidade de 900 MW, denominada "Magnolia energy project", na cidade de Ashland, no estado do Mississipi, opera com 25 funcionários. Estes são só dois exemplos do que ocorre nos EUA, país que detêm o maior número de usinas termelétricas. No Brasil, um dos exemplo é o da usina UTE Norte Fluminense, localizada em Macaé, com capacidade de 780 MW, opera com 44 empregados.

Provavelmente este número de empregados não incluei os terceirizados - segurança, limpeza e eventual manutenção - que pode envolver mais 20 a 40 trabalhadores.
Portanto, na melhor das hipóteses uma usina termelétrica pode gerar cerca de 50 empregos diretos (melhor pagos) e mais 50 indiretos. Muito pouco pelo imenso impacto ambiental e social do projeto.

Por outro lado, há que se considerar as obras de infraestrutura e de segurança a serem construídas e mantidas pela cidade, para abrigar um empreendimento desta monta. Hospital com médicos e leitos adicionais para queimados; corpo de bombeiros devidamente equipado para emergências como incêndios e explosões; obras de infraestrutura viária, entre outros. São despesas que terão que ser custeadas pela administração da cidade, em parte com a receita adicional de impostos.

Sob aspecto de geração de empregos, uma termelétrica pode não ser um bom negócio. Mesmo que consideremos os empregos indiretos - eventuais fornecedores de serviços e equipamentos - estes serão muito poucos, já que grande parte é suprido por empresas especializadas.

(Cogita-se a construção de uma termelétrica a gás na cidade de Peruíbe. O impacto sobre a vida do município - cuja qualidade do ar é um dos melhores do mundo - será muito grande)
(Imagem: termelétrica)

0 comentários:

Postar um comentário