Notas rápidas (Homenagem a G. C. Lichtenberg)

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Força da vida 

Um mamoeiro é difícil de ser transplantado; geralmente morre. Mas vi uma árvore destas que foi transplantada para um terreno seco, foi aguado e conseguiu sobreviver. Caíram secas as folhas maiores e um miolo de brotos novos se desenvolveu.

Que força é esta, a que fez e faz com que vegetais e animais - incluindo humanos - consigam recuperar a força vital e sobrevivam? Já analisamos com atenção este fato aparentemente corriqueiro? 

O que está por trás deste impulso em continuar, em lutar contra a entropia? Uma vontade de persistir, de não se desfazer, deixar de existir, no âmago de todo ser vivo. De onde vem este impulso?

(Imagem: gravura representando G. C. Lichtenberg)

0 comentários:

Postar um comentário