Considerações oportunas (XIX)

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A fauna política brasileira

Jornal O Estado de São Paulo online em 10  de novembro de 2011
Na Câmara, Lupi nega corrupção no Trabalho e diz amar Dilma
O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, voltou a negar a existência de um esquema de cobrança de propinas ou falhas na execução de convênios no ministério, em audiência pública realizada nesta quinta-feira, 10. Lupi atribuiu possíveis problemas a “erros individuais” e voltou a pedir desculpas à presidente Dilma Rousseff por declarações de que só sai do ministério à bala.

Escreve Sébastien-Roch-Nicolas de Chamfort
"Você acredita que um ministro, um homem de posição, tenha determinado princípio, e acredita nisso porque o ouviu dizê-lo. Como consequência, você se abstêm de perguntar-lhe qualquer coisa que o poria em contradição em sua máxima favorita. Você aprende logo que foi enganado, e o vê fazer coisas que provam que um ministro não tem nenhum princípio, mas apenas o hábito, a mania de dizer tal ou tal coisa."

0 comentários:

Postar um comentário